Banho no gato: com que frequência e como fazer
Banho no gato: com que frequência e como fazer

Banho no gato: com que frequência e como fazer

Quem já tentou sabe que dar banho em gato é uma tarefa um tanto quanto difícil. Os tutores dos bichanos devem ter cicatrizes em braços e pernas desse momento complicado, não é? Os gatos gostam de colocar a pata na tigela de água, brincar com fontes e torneiras que ficam pingando, mas a adoração é só até aí. Quando levamos para o chuveiro para dar o banho é sempre um escândalo: eles esperneiam, arranham, miam e até uivam.

Esse problema com banho é simples: os gatos não gostam de serem forçados a fazer alguma coisa. Isso sob qualquer aspecto da vida. Por isso se arrepiam todo quando colocamos, seus pêlos lambidos debaixo de uma água corrente.

A pele dos felinos é muito sensível ao tato, e pode ser afetada pela temperatura da água. Esses são os motivos para dar banho no seu gato com água morna para conseguir uma aceitação maior.

Se você acostumar o seu bichano a tomar banho quando ele começar a sua fase de socialização, o que varia de 2 a 3 meses de idade, ele não ficará tão incomodado nas próximas vezes.

A única raça que tolera um bom banho sem muita resistência é a Van Turco, que tem uma atitude positiva. As demais, por mais mansos que sejam, podem ficar agressivas, mas isso pode ser resolvido com o condicionamento do bichano desde muito pequeno à limpeza com água corrente.

Ao contrário dos cachorros, os gatos não demandam uma certa frequência de tomar banho. Não recomendado dar banhos em seu gato de maneira contínua, o banho não é motivo de urgência. Se o felino estiver saudável e sua pelagem em boas condições, a higiene cotidiana, feita com lambidas, basta. O tempo entre um banho e outro é diretamente proporcional à reação da pele e a pelagem do animal.

 

via GIPHY

Algumas dicas que podem te ajudar na hora de dar banho no seu gato:

- Coloque um pano ou tapete antiderrapante no piso para que o gato afunde as garras e não cause danos a si mesmo ou em você. O objeto evita que ele escorregue e se assuste.

- Muito cuidado para que a água não entre nos ouvidos do felino. Use tampões de ouvido. Se você achar melhor use um balde ou mangueira para ter mais controle na hora de molhar o bichano.

- Na hora de começar o banho, mantenha-se tranquilo, já que as emoções são transmitidas para o gato durante o procedimento.

- Uma dica é cortar as unhas do gato antes de começar o banho, assim reduziremos os riscos de danos.

- A melhor forma de colocar o bichano no recinto do banho, banheira ou balde, é fazer isso com a mão direita na nuca e a esquerda no tronco. Tudo isso mantendo certa distância do animal, para evitar arranhões. Em seguida, solte o felino aos poucos, com movimentos sutis.

- Deixe que o animal se acostume com o entorno antes de começar a dar banho. Assim, ele terá mais confiança e se manterá mais calmo.

- Use um shampoo especial para a pelagem do gato. Nunca use shampoos para cães ou pessoas nos felinos. Em último caso, use sabonete neutro, mas esse produto pode causar certos efeitos secundários, como irritação, perda de pelo e coceira.

- Ofereça alguma recompensa ao seu gato depois do banho. Assim ele associará a hora do banho como uma experiência positiva. A recompensa pode ser uma guloseima, quanto mais saudável melhor.

Se você não se sentir seguro e achar que seu bichano precisa realmente de um banho, procure ajuda qualificada. Várias petshops oferecem o serviço, com a segurança de um profissional treinado. Continue acompanhando nosso blog para receber mais dicas e novidades sobre o mundo animal.

Leia Também

Comentários

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios. Seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

SAIS Nº 08 - Sociedade Hípica de Brasília - Brasília/DF - CEP:70.610-000 | (61) 3345.8333 - 3346.8333 - 99221.8856