Proteína C-Reativa: Auxílio no diagnóstico
Proteína C-Reativa: Auxílio no diagnóstico

Proteína C-Reativa: Auxílio no diagnóstico

A dosagem da PCR é usada na prática clínica como um marcador de fase aguda, identificando atividade de processos inflamatórios e/ou necróticos. Uma dosagem única de PCR pode auxiliar no diagnóstico, mas não deve ser usada isoladamente, uma vez que sua elevação ocorre em diversas situações clínicas.

Os níveis séricos da PCR começam a aumentar entre quatro e 10 horas após o início do estímulo, atingem valores de pico de até 1.000 vezes sua concentração inicial em aproximadamente 48 horas e, como sua meia-vida é de quatro a nove horas, retornam rapidamente a valores basais após a melhora do processo.

Tem sido recomendada a dosagem seriada da PCR em intervalos de tempo variáveis

Tem sido recomendada a dosagem seriada da PCR em intervalos de tempo variáveis, dependendo da doença em questão, pois seus níveis séricos refletem a resposta ao tratamento ou a evolução clínica em várias doenças. Assim, a elevação dos níveis séricos significa falha terapêutica ou progressão do quadro e sua diminuição indica boa resposta ou remissão do processo e, portanto, melhor prognóstico.

A proteína C reativa é o melhor marcador de resposta de fase aguda atualmente disponível. Seu papel coadjuvante na resolução de infecções por diversos microrganismos e na regulação de processos inflamatórios tem sido cada vez mais reconhecido.

QUAIS INFORMAÇÕES O TESTE PCR FORNECE?
· Detecta e caracteriza a gravidade (mas não indica a causa) da inflamação sistêmica.
· Permite o monitoramento da progressão.
· Ajuda com o prognóstico. Em vários estudos, cães com uma diminuição da PCR ao longo do tempo tendem a mostrar evoluções mais favoráveis.
· Uso apenas em cães.

A PCR é utilizada para detectar, caracterizar a gravidade e monitorar a inflamação sistêmica em cães

COMO INTERPRETO OS RESULTADOS DO TESTE PCR?
A PCR é utilizada para detectar, caracterizar a gravidade e monitorar a inflamação sistêmica em cães. Os valores de PCR aumentarão significativamente em até 6 horas após o início da inflamação . Após a resolução da inflamação, concentrações de PCR podem reduzir em até 24 horas. A PCR não é significativamente afetada pela idade, gênero, raça, estresse ou dieta.

PRINCIPAIS PATOLOGIAS QUE APRESENTAM PCR AUMENTADA:
· Piometra
· Pneumonia
· Pancreatite
· Doença hemolítica imunomediada
· Poliartrite imunomediada
· Doença inflamatória intestinal
· Infecções bacterianas sistêmicas, como a leptospirose
· Infecções virais sistêmicas, como parvovirose
· Infecções parasitárias sistêmicas, como a leishmaniose

Pacientes em tratamento
Monitora a eficácia do tratamento para condições acima durante a hospitalização e durante retornos.

Pacientes submetidos a cirurgias complexas
Monitora a resposta pós-operatória e detecta rapidamente as complicações inflamatórias.

Pacientes com sintomas inespecíficos
Considere a PCR ao avaliar estes pacientes e realize investigações adicionais em casos de alteração.

SE A CONCENTRAÇÃO DE PCR FOR AUMENTADA, INDICANDO INFLAMAÇÃO SISTÊMICA, O QUE DEVO FAZER?
O exame físico e outros exames para obter uma base mínima de dados (hemograma completo, perfil bioquímico com eletrólitos associado ao teste de urinálise) fornecem informações que ajudarão a determinar a possível causa.

Exames adicionais como os de imagem podem ser necessários.

Proteína C-Reativa:
Material: Soro ou plasma
Prazo: 6 horas

Leia Também

Comentários

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios. Seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

SAIS Nº 08 - Sociedade Hípica de Brasília - Brasília/DF - CEP:70.610-000 | (61) 3345.8333 - 3346.8333 - 99221.8856