Otite canina: causas, sintomas e o que fazer
Otite canina: causas, sintomas e o que fazer

Otite canina: causas, sintomas e o que fazer

Mais uma vez falaremos de uma doença que acomete também os cachorros: a otite, que é um processo inflamatório na porção externa do ouvido. Esse é um dos problemas mais encontrados nas clínicas, principalmente entre animais de pequeno porte. Mas, por quê isso acontece com tanta frequência? Pelas dificuldades na prevenção e na eliminação das causas que podem levar a reincidências.

O que pode ocasionar a otite canina?
De fato não é só “o entrar água” que pode levar seu cachorro a desenvolver a doença. Existem diversos motivos e causas para a otite canina.

- Infecção: a otite infecciosa é causada por bactérias, o que leva a formação de pus. O tratamento é a base de antibióticos e medicamento tópico.
- Fungos: essa é a forma mais comumente encontrada de otite, que é causada, quase sempre, pela Malassézia.
- Parasitas: os carrapatos e ácaros são, também, agentes de otite. Para tratar medicamentos específicos de acordo com a gravidade.
- Produção excessiva de cera: o acúmulo da cera fermenta e inflama o ouvido do amigão. Isso varia de indivíduo para indivíduo.
- Sarna: além dos problemas e incômodos que essa doença causa ao cachorro, a sarna também pode desencadear a otite.
- Fatores diversos: não são apenas os fatores acima que levam o cachorro a desenvolver a otite, mas também traumas, alergias, questões hormonais e até a presença de algo estranho no ouvido podem desenvolver a doença.

Coceira intensa nas orelhas pode ser um sinal de que seu cachorro está com otite

Quais são os sintomas da otite?
Os sintomas variam de acordo com o tipo de otite, mas existem alguns sintomas clássicos e mais comuns. Caso observe algum desses sinais leve o seu amigão ao médico veterinário o quanto antes.

– Coceira intensa nas orelhas: o cachorro fica balançando a cabeça, coçando a orelha com as patas, esfregando as orelhas em móveis e no chão.
– O cão pode ficar com a cabeça meio de lado.
– Secreções: em alguns casos, o cão pode apresentar pus nas orelhas.
– Mau cheiro que vem das orelhas do cão
– Vermelhidão, escurecimento ou crostas no ouvido
– Inchaço nas orelhas
– Perda de audição
– Dor intensa: o cachorro demonstra que está com dor quando alguém chega perto de suas orelhas ou quando alguém toca em suas orelhas. Ele se afasta ou tenta morder quem se aproxima.
– Ferimentos atrás das orelhas: de tanto o cachorro coçar, ele se fere com as unhas.

As raças Cocker Spaniel, Golden Retriever, Cavalier King Charles Spaniel e Basset Hound são mais predispostos a problemas de ouvidos

Existe alguma raça que tem maior predisposição?
Sim! Aqueles com orelhas longas e caídas, como as raças Cocker Spaniel, Golden Retriever, Cavalier King Charles Spaniel e Basset Hound são mais predispostos a problemas de ouvidos do que outros cães. Por que isso acontece? Porque as orelhas caídas obstruem a entrada de ar e a secagem adequada do canal auditivo. Resultado: ambiente quente, úmido e escuro, condições perfeitas de crescimento de microrganismos, como leveduras, fungos e bactérias.

LEMBRE-SE: apenas o MÉDICO VETERINÁRIO pode fazer o diagnóstico e a prescrição do tratamento que você fará em seu cachorro. Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro de novidades, dicas e curiosidades do mundo animal.

Leia Também

Comentários

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios. Seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

SAIS Nº 08 - Sociedade Hípica de Brasília - Brasília/DF - CEP:70.610-000 | (61) 3345.8333 - 3346.8333 - 99221.8856